Documento sem título




 
ADORAÇÃO, GRATIDÃO E REPARAÇÕES
Este artigo foi visto 339 vezes.
 

 

Adoração, gratidão e reparações

 

Meu Doce Jesus, agradeço-Te por tantos espinhos que trespassaram a Tua Adorável Cabeça, pelas gotas de Sangue que derramaste dela, pelas pancadas que recebeste sobre ela e pelos cabelos que Te arrancaram.

Agradeço-Te por todo o bem que fizeste e pediste para todos, pelas luzes e pelas boas inspirações que nos concedeste e por todas as vezes que perdoaste todos os nossos pecados de pensamento, de soberba, de orgulho e de amor-próprio.

Ó meu Jesus, peço-Te perdão, em nome de todos, por todas as vezes que Te coroamos de espinhos, por todas as gotas de Sangue que Te fizemos derramar da Tua Sacratíssima Cabeça, por todas as vezes que não correspondemos às Tuas inspirações; ó Bom Jesus, por todas estas dores que padeceste, peço-Te que nos alcances a Graça de nunca mais cometer pecados de pensamento.

Quero ainda oferecer-Te tudo aquilo que sofreste na Tua Santíssima Cabeça, para Te dar toda a Glória que as criaturas Te teriam dado, se tivessem feito bom uso da sua inteligência.

Ó meu Jesus, adoro os Teus Santíssimos Olhos e agradeço-Te todas as lágrimas e todo o sangue que derramaste, por causa das pontadas cruéis dos espinhos, pelos insultos, pelos escárnios e pelos vilipêndios suportados durante toda a Tua Paixão.

Peço-Te perdão por todos aqueles que se servem da vista, para Te ofender e Te ultrajar, pedindo-Te, pelas dores padecidas nos Teus Sacratíssimos Olhos, que nos concedas a graça de que ninguém mais Te ofenda com olhares perversos.

Quero, ainda, oferecer-Te tudo aquilo que Tu mesmo sofreste nos teus Santíssimos Olhos, para Te dar toda a Glória que as criaturas Te teriam dado, se os seus olhares estivessem fixos somente no Céu, na Divindade e em Ti, ó meu Jesus.

Adoro os Teus Santíssimos Ouvidos; agradeço-Te tudo quanto sofreste; enquanto os algozes, no Calvário, Te ensurdeciam com gritos e escárnios.

Peço-Te perdão, em nome de todos, por todas as conversas maldosas que se ouvem, e suplico-Te que se abram os ouvidos de todos os homens às Verdades Eternas, às vozes da Graça, e que ninguém mais Te ofenda com o sentido do ouvido.

Quero, ainda, oferecer-Te tudo aquilo que Tu mesmo sofreste nos Teus Santíssimos Ouvidos, para Te dar toda a Glória que as criaturas Te teriam dado, se tivessem feito um uso santo deste sentido.

Ó meu Jesus, adoro e beijo o Teu Santíssimo Rosto, e agradeço-Te tudo quanto sofreste por causa dos escarros, dos murros e escárnios recebidos, e por todas as vezes que Te deixaste espezinhar pelos Teus inimigos.

Peço-Te perdão, em nome de todos, por todas as vezes que tiveram a ousadia de Te ofender, pedindo-Te por meio destes murros e destes escarros, que todos reconheçam, louvem e glorifiquem a Tua Divindade; aliás, ó meu Jesus, eu mesmo quero ir por todo o mundo, do Oriente ao Ocidente, do Meridiano ao Setentrião, unir as vozes de todas as criaturas, e transformá-las em outros tantos atos de louvor, de amor e de adoração.

Ó meu Jesus, quero também trazer-Te todos os corações das criaturas, a fim de que Tu possas lançar, sobre todos, a Luz, a Verdade, o Amor e a Compaixão pela Tua Divina Pessoa; e enquanto perdoas a todos, peço-Te que não permitas que alguém Te volte a ofender e, se for necessário, também, à custa do meu sangue.

Enfim, quero oferecer-Te tudo aquilo que sofreste no Teu Santíssimo Rosto, para Te dar toda a Glória que as criaturas Te teriam dado, se nenhuma tivesse ousado ofender-Te.

Adoro a Tua Santíssima Boca e agradeço-Te os Teus primeiros vagidos, todo o leite com que foste amamentado, todas as palavras que pronunciaste, os beijos inflamados que deste à Tua Santíssima Mãe, o alimento que tomaste, a amargura do fel, a sede ardente que padeceste na Cruz e as preces que elevaste ao Pai, e peço-Te perdão por todas as murmurações e palavras maldosas e mundanas que se proferem, e por todas as blasfêmias que as criaturas pronunciam.

Ofereço-Te as Tuas palavras, em reparação das suas palavras não boas, a mortificação do Teu gosto, para reparar a sua gula e todas as ofensas que Te fizeram com o mau uso da língua.

Ofereço-Te tudo o que sofreste na Tua Santíssima Boca, para Te dar toda a Glória que as criaturas te teriam dado, se nenhuma delas tivesse ousado ofender-Te, com o sentido do gosto e com o mau uso da língua.

Ó Jesus, agradeço-Te por tudo e, em nome de todos, elevo, a Ti, um hino de agradecimento eterno, infinito.

Ó meu Jesus, ofereço-Te tudo o que padeceste na Tua Santíssima Pessoa, para Te dar toda a Glória que Te teriam dado todas as criaturas, se tivessem conformado a sua vida com a Tua.

Ó Jesus, agradeço-Te por tudo quanto sofreste nos Teus Santíssimos Ombros, por todos os golpes que recebeste, por todas as chagas que deixaste abrir no Teu Sacratíssimo Corpo, e por todas as gotas de Sangue que derramaste.

Peço-Te perdão, em nome de todos, por todas as vezes que, por amor às comodidades, Te ofenderam com prazeres ilícitos e maus.

Ofereço-Te a Tua dolorosa flagelação, para reparar todos os pecados cometidos com todos os sentidos, o amor aos próprios gostos, aos prazeres sensíveis, ao próprio eu, a todas as satisfações naturais.

Ofereço-Te tudo o que sofreste nos Teus Ombros, para Te dar toda a Glória que as criaturas Te teriam dado, se em tudo tivessem procurado agradar-Te somente a Ti, refugiando-se à sombra da Tua Divina Proteção.

Meu Jesus, beijo o Teu Pé esquerdo; agradeço-Te todos os passos que deste na Tua Vida mortal, e todas as vezes que cansaste os Teus pobres membros, para ir à procura de almas, para as conduzires ao Teu Coração.

Ó meu Jesus, ofereço-Te todas as minhas ações, passos e movimentos, com a intenção de Te reparar por tudo e por todos.

Peço-Te perdão pelas pessoas que não agem com reta intenção; uno as minhas ações às Tuas para divinizá-las, e oferece-las unidas a todas as obras que realizaste com a Tua Santíssima Humanidade, para Te dar a Glória que Te teriam dado as criaturas, se tivessem operado santamente e com reta intenção.

Ó meu Jesus, beijo o Teu Pé direito, e agradeço-Te tudo quanto sofreste e sofres, ainda, por mim, especialmente nesta hora em que estás suspenso na Cruz.

Agradeço-Te pela dilaceração que os cravos fazem nas Tuas Chagas, que se rasgam cada vez mais, com o peso do Teu Sacratíssimo Corpo.

Peço-Te perdão por todas as rebeliões e desobediências que cometem as criaturas, oferecendo-Te as dores dos Teus Santíssimos Pés, em reparação destas ofensas, para Te dar a Glória que as criaturas Te teriam.

Ó meu Jesus, beijo a Tua Santíssima Mão esquerda; agradeço-Te por quanto sofreste por mim, por todas as vezes que aplacaste a Justiça Divina, satisfazendo por tudo!

Beijo a Tua Mão direita, e agradeço-Te todo o bem que realizaste e fazes por todos, agradecendo-Te de modo especial as obras da Criação, da Redenção e da Santificação.

Peço-Te perdão em nome de todos, por todas as vezes que fomos ingratos pelos Teus benefícios, pelas nossas inúmeras obras levadas a cabo sem reta intenção.

Em reparação de todas estas ofensas, ofereço-Te toda a perfeição e santidade das Tuas obras, para Te dar toda aquela Glória que as criaturas Te teriam dado, se tivessem correspondido a todos estes benefícios.

Ó meu Jesus, beijo o Teu Sacratíssimo Coração, e agradeço-Te por tudo quanto sofreste, desejaste e zelaste por Amor de todos e por cada um em particular.

Peço-Te perdão por tantos desejos perversos, afetos e tendências negativas: perdão, ó Jesus, por tantos que preferem o amor das criaturas ao Teu; e para Te dar toda a Glória, que elas Te negaram, ofereço-Te tudo aquilo que fez e continua a realizar o Teu Coração tão adorável.

 

REFLEXÕES PRÁTICAS

 

Jesus elevado na Cruz, fica suspenso sem tocar a terra; e nós, procuramos viver desapegados do mundo, das criaturas e de tudo o que é terreno? Tudo deve concorrer para formar a Cruz sobre a qual devemos estendermo-nos e permanecer suspensos, como Jesus, distantes de tudo o que é terreno, a fim de que as criaturas não se apeguem a nós.

Jesus angustiado não tem outro leito, senão a Cruz, outro refúgio, senão as chagas e os insultos; e o nosso amor por Jesus chega a ponto de encontrar repouso no sofrimento?

Tudo o que fazemos: orações, sofrimentos e outras coisas, encerremos tudo nestas Chagas, mergulhando tudo no Sangue de Jesus, e encontraremos conforto nas Suas Dores.

Deste modo, as Chagas de Jesus serão as nossas, o Seu Sangue trabalhará continuamente em nós para nos purificar e nos embelezar, e assim alcançaremos todas as graças para nós e para a salvação das almas.

Com o depósito do Sangue de Jesus no nosso coração, se cometermos alguma falta, pediremos a Jesus que não nos tenha manchados na Sua presença, mas que nos lave com o Seu Sangue e nos mantenha juntamente com Ele. Se nos sentirmos fracos, rezaremos a Jesus, a fim de que dê um sorvo do Seu Sangue à nossa alma, para que nos dê força.

O doce Jesus reza pelos Seus algozes; aliás, desculpa-os; e nós fazemos nossa a oração de Jesus, para desculpar, continuamente, os pecadores diante do Pai, e para implorar a Sua Misericórdia, também para aqueles que nos ofendem?

Enquanto rezamos, operamos e caminhamos, não esqueçamos nem sequer as pobres almas que estão para dar o último desejo. Levemo-lhes, como auxílio e conforto, as preces e os beijos de Jesus, para que o Seu Preciosíssimo Sangue as purifique, e faça com que elas desprendam o seu voo rumo ao Céu.

Meu Jesus, das Tuas Chagas, do Teu Sangue, quero atingir a força para poder repetir em mim a Tua própria Vida, e assim poderei implorar para todos o bem que Tu mesmo realizaste, se em tudo se tivessem submetido a Ti.

 

Do Livro Relógios Vivos

 



 
 

ATENÇÃO! - Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.padresanto.com.br

 


     VEJA MAIS:


  DOCE ESCRAVIDÃO DE AMOR (204 Hits)
  PROGRAMA DE SANTIDADE (229 Hits)
  ADORAÇÃO, GRATIDÃO E REPARAÇÕES (339 Hits)
  JESUS À MERCÊ DOS SOLDADOS (300 Hits)
  O FIM DO HOMEM (381 Hits)
  A DESCIDA DO ESPÍRITO SANTO (Maria Valtorta) (346 Hits)
  AS OFENSAS NOS PURIFICAM (646 Hits)
  A ALMA RECOLHIDA E AS VIRTUDES (691 Hits)
  O HOMEM MAU ODEIA A SI MESMO (533 Hits)
  PARA SER SANTO É PRECISO DESEJÁ-LO (532 Hits)


 
Visitas Únicas Hoje: 90 - Total Visitas Únicas: 290490 - Usuários online: 10
2009 - www.padresanto.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Espacojames